Icone informações
Quero agendar
uma consulta
Icone informações
Quero mais
informações
Sobre o que você deseja saber?
Preencha os dados abaixo, selecione o assunto de interesse e receba informações exclusivas!

Perguntas

Perguntas

Em que podemos lhe ajudar?

Podem ser realizadas, pela: ● Laparotomia – cortando-se o abdome (como o corte de uma cesariana); ● Via vaginal – sem cortes (o útero, mesmo grande pode ser retirado sem a necessidade de cortes na barriga); ● Videolaparoscopia – através de orifícios de até 1 cm no abdome (o útero pode sair através destes orifícios […]

Há o custo dos medicamentos para estimulo ovariano, honorários médicos e laboratoriais (captação e vitrificação). É por volta de 10 a 20 mil reais e uma manutenção de 100 a 150 reais por mês. O custo aumenta com a idade, porque a mulher necessitará de mais medicamentos e por vezes, mais estimulações ovarianas.

Além da procriação, o útero pode ter alguma importância pessoal para cada mulher.

Não, a pílula não impede o consumo de óvulos. A mulher continua perdendo em torno de 1.000 óvulos por mês. Perceba que as mulheres que tomam pílula atingem a menopausa com a mesma idade daquelas que não tomam o anticoncepcional.

Quando há o diagnóstico de câncer de útero e outras doenças benignas do útero, que causam sintomas importantes como dor e sangramento vaginal. Os exemplos mais comuns são os miomas e a adenomiose.

O teste ERA (Endometrial Receptivity Array) avalia se o endométrio está ou não receptivo para a transferência do embrião para o útero. Para isso é feito uma biopsia, considerada simples, em que consiste na introdução de um cateter flexível dentro do útero e que irá avaliar as condições do endométrio. Normalmente a janela de implantação […]

Leia mais

Um método cirúrgico contraceptivo de esterilização masculina simples, seguro e eficaz, que ainda gera muitas dúvidas. Mas afinal, o que é a vasectomia? Algo que ainda gera muitas dúvidas entre os homens é a vasectomia, pois a dúvida maior é a respeito da infertilidade, porém, a vasectomia é um procedimento seguro e eficaz  de controle […]

Leia mais

Sim, é possível reverter à laqueadura. A taxa de sucesso pode ser mais de 80% quando a laqueadura foi feita com boa técnica e recanalizada por ginecologista competente e experiente, mas em locais onde conta-se com a reprodução assistida, esta acaba sendo a escolha, na maioria das vezes, pela relação custo-benefício.

Quando a mãe possui alguma doença uterina que a impede de engravidar é possível ter um filho através da doação de útero. É como se uma mulher emprestasse temporariamente o seu útero para gestar o filho de outra mulher. Antigamente somente parentes de primeiro grau poderiam consentir com esse gesto, agora podem ser considerados entre […]

Leia mais

Os custos para mulher que recebe óvulos são bem maiores, porque ela custeia boa parte do tratamento da doadora. No Brasil, a doação é compartilhada, nesta situação a doadora e receptora compartilham os custos e o material genético. É muito importante ter absoluta confiança na clínica que você escolher, pois a doação é anônima, os […]

Os motivos que levam elas a buscar a doação de óvulos são diversos. Há desde casos relacionados a fatores genéticos e há mulheres que deixaram para engravidar com mais idade e então o número de óvulos restantes é muito baixo ou estão envelhecidos, o que diminui a chance de uma gravidez natural. Ao confirmar que […]

Leia mais

Ao decidir engravidar por meio da reprodução assistida o casal chega ao consultório cheio de dúvidas. Entre elas estão: como será a procedimento? Quais medicamentos e cuidados e preciso tomar? E também, se dá para escolher o sexo do bebê. A questão é polêmica, já que através de uma gravidez de forma natural, não existe […]

Leia mais

O Diagnóstico Genético Pré-Implantacional (PGD), diagnostica as alterações genéticas. A técnica mais utilizada nos dias atuais realiza o exame no quinto dia de evolução dos embriões (D5) no laboratório de reprodução. Somente laboratórios bem equipados detém esta tecnologia que consiste na realização de um pequeno orifício na zona pelúcida do embrião (“casca”) com laser (antigamente […]

Leia mais

Esse exame, conhecido também pela sigla em inglês PGD, é um teste genético que extrai uma célula do embrião antes dele ser transferido para o útero. Com essa célula é possível identificar características genéticas antes da gestação, como: a Síndrome de Down, a Síndrome de Turner (quando há ausência de um cromossomo X o que […]

Leia mais

Nos dias seguintes à realização da fertilização in vitro a expectativa dos pais é grande para saber se o procedimento foi bem-sucedido. A boa notícia é que com dez dias é possível fazer o teste de gravidez convencional, vendido em farmácia. A dica neste caso é encher o recipiente de urina e esperar por 30 […]

Leia mais

A preservação da fertilidade pode ser feita para o homem e para a mulher pelo congelamento de espermatozoides ou óvulos/ embriões. Para o homem é simples e já existe há muitos anos. Após a masturbação e a coleta o sêmen é congelado. Hoje sabe-se que a fertilidade do homem começa a diminuir aos 35anos, tanto […]

Leia mais

Trinta e sete anos é a idade que se deve ter em mente. É a idade que se tem a melhor relação custo-benefício. Se não houver restrição financeira, é melhor congelar antes desta idade. Ao congelar antes dos 37 anos, pode ser que você não venha a utilizar o material vitrificado. Assim, é uma boa […]

Os tratamentos que usam a técnica do congelamento de óvulos apresentam as mesmas taxas de sucesso quando comparadas a um procedimento com óvulos que não passaram pelo processo de congelamento. Essa técnica é indicada às mulheres que estejam passando por tratamentos de doenças que comprometem a fertilidade ou para mulheres que desejam postergar a maternidade.

O risco é menor quando o óvulo é congelado antes de a mulher completar 35 anos. Por outro lado, complicações clínicas decorrentes de diabetes e hipertensão gestacional se mantém. Com relação à malformação do feto e as doenças genéticas, as chances são menores conforme a boa condição do óvulo.

Não, não se pode dar uma garantia absoluta de sucesso. Mesmo congelando óvulos em idade bem jovem, poderá não ocorrer a gravidez.

Existem tabelas que fazem esta previsão. Durante a consulta médica o médico poderá dar esta previsão. Para se ter uma ideia, se congelar numa determina idade e retornar em 7 anos, após 6 meses de tentativas naturalmente, a sua chance piora bastante se fizer questão de ter filho somente com sêmen do casamento (não aceitar […]

Leia mais

A taxa de gravidez por transferência de embriões a fresco varia conforme a idade da paciente e suas causas de infertilidade, porém existem diversas casuísticas com taxas semelhantes, por volta dos 50% aos até 35 anos. Na realidade, o resultado vai depender de múltiplos fatores e, num mesmo serviço, a taxa de gravidez pode variar […]

Leia mais

As chances de gravidez com embriões congelados atualmente é semelhante às taxas de gestação a fresco. Atualmente, tem-se congelado embriões para transferência em ciclos naturais ou sem estimulação, com o argumento do aumento da taxa de gravidez.

As técnicas de criopreservação congelam os óvulos coletados a menos de 196º C, o que garante uma preservação por tempo indeterminado, preservando as células que, ao serem descongeladas, têm ótimas chances de fecundação. Além disso, 99% deles sobrevivem ao descongelamento. Há relatos de nascimentos de descongelados de mais de 10 anos. É importante lembrar que […]

Leia mais

O congelamento de óvulos e embriões não é uma opção para muitas mulheres com mais de 30 anos. É preciso examinar melhor qual a condição de saúde de cada mulher que deseja realizar o congelamento de seus óvulos, saber em que condições de saúde estão às mulheres que produzem seus próprios óvulos aos 40 anos. […]

Leia mais

A classificação embrionária objetiva diferenciar bons de maus embriões, porém, inexiste classificação “perfeita”, sendo impossível dizer que um embrião “bonito” é melhor que um embrião “feio”. Há certa correspondência, assim, embriões com todas as células do mesmo tamanho devem ser melhores que aquele desigual. A classificação é possível no dia seguinte à fertilização e pode […]

Leia mais

Para preservação da fertilidade, recomenda-se congelar pelo menos de 15 a 20 óvulos. É importante ressaltar que os óvulos vão piorando a qualidade e quantidade com a idade, assim, com poucos óvulos congelados antes dos 30 anos, os resultados são melhores que muitos óvulos congelados próximo dos 40 anos. Se congelar aos 30 anos, pode […]

Leia mais

O tratamento é indicado para casais em que a mulher tem dificuldade para ovular, mas que possuem tubas uterinas e sêmen normais. Essas mulheres geralmente ficam de 40 dias a um ano sem menstruar, muitas por causa do ovário micropolicístico. A primeira etapa do procedimento é o uso de medicamentos, ainda no começo do ciclo, […]

Leia mais

Segundo um estudo da Universidade de Copenhagen, sim. Os pesquisadores chegaram a essa conclusão ao registrar que de cada dez casais com dificuldade em engravidar, quatro não apresentavam nenhum problema de infertilidade e mesmo assim, não conseguiam confirmar uma gestação. Os médicos alertam que o estresse tem ligação com as regiões nervosas reguladoras de hormônios […]

Leia mais

Recomendamos que haja a participação do parceiro (a) no tratamento. Contamos com apartamentos nas unidades, onde o parceiro (a) pode ficar confortavelmente acomodado com sua/ seu companheira (o). Durante a retirada de óvulos, o parceiro (a) pode acompanhar os trabalhos através de um visor ou mesmo na sala de cirurgia, se for médico.

Não, a taxa de sucesso é a mesma com sêmen congelado e fresco. A técnica já existe há muitas décadas, mas recentemente tem sido muito utilizada nos programas de ovodoação. O marido da paciente que vai receber os óvulos, congela os espermatozoides e quando se tem os óvulos da doadora, fertilizam-se os óvulos doados com […]

Leia mais

Normalmente, os especialistas em reprodução humana indicam o congelamento de sêmen para pacientes que tem alguma doença que induza à infertilidade ou iniba a espermatogênese. “Os candidatos usuais são indivíduos em idade reprodutiva e com qualquer tipo de câncer, que serão submetidos à radioterapia e/ ou quimioterapia ou a cirurgias, que possam comprometer o seu […]

Leia mais

Existem poucos bancos de sêmen no Brasil, mas o banco de sêmen é muito importante para resolver a necessidade de algumas mulheres que desejam ter um filho sem necessariamente ter um parceiro, ou para casais em que o marido não tem espermatozoides. A grande dificuldade que o banco de sêmen tem é conseguir doador, e […]

Leia mais

PESA, MESA, TESE e MICRO-TESA são técnicas utilizadas em homens que não tem espermatozoides no ejaculado. PESA (Perdutaneous Epididymal Sperm Aspiration): técnica simples e baixo custo quando comparada a outras técnicas de obtenção de espermatozoides. >80% de sucesso para conseguir espermatozoides de homens vasectomizados, mas, há desvantagem da lesão de túbulos epididimários. MESA (microcirurgia para […]

Leia mais

Sim, é possível reverter à vasectomia, mesmo após anos de sua realização, até décadas, mas quanto mais tempo passar, piores serão os resultados. Deve ser feito por um urologista com treinamento microcirúrgico. Em locais onde não se conta com a reprodução assistida, esta é a única maneira da mulher ter uma chance de engravidar com […]

Leia mais

A varicocele, um agente causador de infertilidade masculina, é uma doença que afeta os vasos do cordão testicular, provocando dilatação e desconforto. Possui uma elevada associação com a infertilidade masculina. Pode afetar homens jovens, com maior frequência adolescentes, sendo o tratamento precoce fundamental na preservação da fertilidade e função testicular masculina. O que é varicocele? […]

Leia mais

São os tratamentos clínicos (geralmente paliativos): ● Videohisteroscopia cirúrgica: (permite retirada de tumores intrauterinos) através da vagina, sem necessidade de cortes abdominais e impedindo a histerectomia; ● Miomectomia: (retirada de mioma) ao invés da histerectomia; ● Embolização de mioma: interrupção da irrigação sanguínea do mioma.

Atualmente é permitida a gravidez de uma mulher utilizando óvulos de outra mulher, desde que as mulheres envolvidas sejam casadas ou em união estável. Anteriormente não era permitido este procedimento, pois era rotulado como “doação de óvulos não anônima”, o que continua não sendo aceito e permitido nos dias de hoje. Realiza-se a estimulação ovariana […]

Leia mais

Os procedimentos específicos geralmente não são cobertos pelos planos de saúde, mas alguns pacientes conseguem algum tipo reembolso. Informe-se diretamente com o convênio, coberturas, planos.

Os custos variam conforme a complexidade a ser resolvida. Porém, no Projeto Girassol, o Grupo GERA consegue parcerias com diversos médicos experientes e renomados, que tem um custo maior compatível com sua reputação de anos na especialidade. Estes se prontificam a trabalhar em determinados dias a valores menores, com a colaboração de outros ginecologistas (com […]

Leia mais

Os custos dos tratamentos dependem do diagnóstico. Assim, é importante saber por qual motivo a gravidez não está ocorrendo, para indicar o tratamento específico. Os tratamentos são: clínico, cirúrgico ou reprodução assistida.  Desta forma, é importante a consulta presencial como determina o Conselho Federal de Medicina, mas para otimizar a consulta que irá ocorrer e […]

Leia mais

Aproximadamente 25% de todas as mulheres em idade reprodutiva são diagnosticadas com miomas uterinos. Eles são formados por massas benignas de tecido muscular que ocupam e até distorcem o útero. Alguns dos sinais da patologia são dor abdominal e sangramento irregular, além de infertilidade, esta responsável por 2% a 3% das causas da falta de […]

Leia mais

Você sente cólicas fortíssimas no período menstrual? E dor na relação sexual ou para evacuar? Percebeu sangramento nas fezes? E dificuldade para engravidar? Se você respondeu sim para a maioria das perguntas, é bom marcar logo uma consulta com seu ginecologista. Todos esses sintomas pode indicar que você tem endometriose. Nunca ouviu falar? É uma […]

Leia mais

Há dez anos, quando a técnica se tornou mais conhecida, havia uma preocupação com a síndrome do hiperestímulo ovariano, que poderia resultar em complicações graves como inchaço dos ovários e acúmulo de líquido no abdômen. Hoje, com o avanço da medicação, a prática é segura e isenta de riscos.

Sim, a fertilização in vitro pode prevenir doenças hereditárias. Os futuros pais, sabendo da existência de alguma doença genética, podem recorrer à seleção de embriões sem os genes potencialmente perigosos e responsáveis pela doença. Na realização do método, o bebê apresenta os mesmos ricos de alterações genéticas do que em uma gestação sem nenhum tratamento. […]

Leia mais

É de extrema importância que a causa da infertilidade seja bem investigada antes de submeter as pessoas aos tratamentos. Na maioria das vezes, o problema pode ser solucionado com medidas muito mais simples.

Durante o estágio de estimulação ovariana da FIV, as mulheres podem produzir excesso de hormônio, causando a síndrome da hiperestimulação do ovário, o que pode causar inchaço e dor. Essa síndrome se cura sozinha na ausência de uma gravidez. Em casos raros, pode agravar-se obrigando a internação da paciente para tratamento.

A fertilização in vitro (FIV) tem mais gravidez gemelar, porque se coloca mais que um embrião dentro do útero num processo de FIV. Antigamente, a taxa de gravidez múltipla era bem maior que os dias atuais, transferiam-se muito mais embriões para melhorar as taxas de gravidez por transferência, mas fazia-se uma iatrogenia. A gravidez múltipla […]

Leia mais

A fase mais demorada é a investigação da causa da infertilidade e o preparo da paciente, para que tenha os melhores resultados com a fertilização in vitro. Se ainda não tiver o diagnóstico, o tempo poderá ser de 2-3 meses. Se a paciente já tiver o diagnóstico e for fazer o tratamento, poderá demorar 2-3 […]

Leia mais

A fertilização in vitro (FIV) começa na administração de hormônios no segundo dia do ciclo menstrual, geralmente são injeções para promover o crescimento dos folículos ovarianos, realizam-se controles ultrassonográficos em consultórios e depois, por volta do décimo dia, determina-se o dia captação em um laboratório de FIV (retirada dos óvulos de dentro dos folículos). Colocam-se […]

Leia mais

Na primeira consulta em uma clínica de fertilização o médico deve solicitar uma investigação completa para o casal, com o objetivo de identificar a causa da infertilidade. Nesse caso é comum o pedido de ultrassom, avaliação hormonal, avaliação das tubas pela histerossalpingografia e espermograma, além de teste de HIV, hepatites B e C, HTLV, sífilis […]

Leia mais

Nenhuma das técnicas de reprodução assistida garante a gestação. Alguns métodos, no entanto, são mais assertivos. As chances de uma fertilização in vitro (FIV) resultar em gravidez giram em torno de 25 a 55%. Já nos casos de inseminação artificial, as taxas variam de 10 a 18% por ciclo, e com o coito programado, as […]

Leia mais

Das gestações obtidas por fertilização in vitro (FIV), 70% podem ser gestações únicas, 27% gêmeos e 3% triplas ou mais. Atualmente, com a nova regulamentação do CFM, mulheres de até 35 anos recebem, no máximo, dois embriões; de 36 a 39 anos, recebem até três embriões; e mulheres com 40 anos ou mais, o número […]

Leia mais

Uma série de fatores está envolvida com o sucesso de uma fecundação assistida. Entre eles podemos citar o estado de saúde dos pais, uma equipe capacitada para fazer a reprodução assistida e a idade da mulher. Quanto mais nova for a mãe, maior os índices de sucesso na primeira tentativa. Estamos falando aqui em chances […]

Leia mais

Para os casais que pensam em optar por uma técnica de reprodução assistida algumas dúvidas sempre surgem, como: o que pode ser feito, perante a lei, e o que a lei não permite? A última publicação sobre o assunto, feito pelo Conselho Federal de Medicina, foi em 2015, mas é importante relembrar e entender um […]

Leia mais

As mulheres que praticam exercícios físicos extenuantes podem apresentar amenorreia, ou seja, ausência de períodos menstruais e ovulação. Isto ocorre quando o nível de gordura do corpo cai a condições inferiores às necessárias para ajudar na ovulação. Aquelas que desejam engravidar devem reduzir seus exercícios para níveis mais moderados. Há, no entanto, mulheres que, mesmo […]

A mulher pode engravidar até depois dos 50 anos de idade, mas a partir desta idade, deve saber dos riscos da gravidez tardia e assumi-los juntos ao obstetra responsável. A gravidez com próprios óvulos, produto de fertilização in vitro, é muito rara após 44 anos de idade e a taxa de abortamento é de 57,3%. […]

Leia mais

Para as mulheres que adiaram a gravidez por questões profissionais ou devido a problema de saúde é possível, mesmo depois dos 35 anos, ter uma gestação tranquila, com a fertilização in vitro. O método garante 50% de chance dos 31 aos 35 anos e 40% entre os 36 e 37 anos. A fertilização é feita […]

Leia mais

Iniciam-se pelos tratamentos mais simples, para depois passar para os mais complexos, assim, deve-se chegar a um diagnóstico da causa da infertilidade e escolher dentre as formas de tratamento, a de melhor custo-benefício. Muitas pacientes acabam submetendo-se à fertilização in vitro porque os resultados são ótimos e rápidos. Outras formas mais simples seria a administração […]

Leia mais

A investigação da causa da infertilidade é o primeiro procedimento a ser realizado durante uma consulta em uma clínica de reprodução. Entre eles estão: a avaliação da ovulação, que é a história menstrual e as dosagens de hormônios existentes nelas. Além disso, o estudo das características do útero, por meio de ultrassonografia transvaginal e seu […]

Leia mais

Os médicos têm diferentes valores de honorários de acordo com seus diferenciais, tempo de formado, curriculum, experiência, habilidades, etc. Por isso, é importante procurar informações sobre o médico que lhe assistirá. Atualmente, com o avanço da tecnologia, as informações são atualizadas a todo instante, a fim de ajudar e auxiliar todas as decisões, bem como […]

Leia mais

Quando a paciente quer engravidar, procura um médico especialista em reprodução humana que são especialistas em ginecologia, que se dedicam ao tratamento de infertilidade. Pois, dentro da especialização em ginecologia (residência médica), estudam-se as doenças que acometem a mulher, inclusive as relacionadas à fertilidade. Após a residência médica em ginecologia, o ginecologista procura aprofundar-se no […]

Leia mais

Qual é o seu primeiro pensamento quando escuta a palavra infertilidade? Muitos podem pensar que é uma doença que impossibilita a mulher de engravidar, mas na realidade, esse é um problema de saúde que afeta tanto mulheres quanto homens que desejam realizar o sonho de serem pais. A probabilidade de uma mulher engravidar em cada […]

Leia mais

Um grupo focado no tratamento de fertilidade, com médicos para lhe atender em todo o Brasil.

Confira nossos tratamentos