Icone informações
Quero agendar
uma consulta
Icone informações
Quero mais
informações
Sobre o que você deseja saber?
Preencha os dados abaixo, selecione o assunto de interesse e receba informações exclusivas!

Como Aumentar a Quantidade de Esperma: Métodos Infalíveis!

Como Aumentar a Quantidade de Esperma: Métodos Infalíveis!

Postado em: 5 de maio de 2020

Atualizado por Dr. Joji Ueno em 8 de maio de 2020

Quando os casais decidem engravidar, há sempre uma preocupação com a fertilidade, seja por conta da ovulação na mulher, ou pela qualidade do sêmen do parceiro. Embora os exames ginecológicos femininos façam parte do planejamento familiar, os homens também precisam ser checados, e podem querer contribuir também aprendendo como aumentar a quantidade de esperma.  A […]

Quando os casais decidem engravidar, há sempre uma preocupação com a fertilidade, seja por conta da ovulação na mulher, ou pela qualidade do sêmen do parceiro. Embora os exames ginecológicos femininos façam parte do planejamento familiar, os homens também precisam ser checados, e podem querer contribuir também aprendendo como aumentar a quantidade de esperma. 

A mulher passa por uma série de exames para garantir que está apta não só para engravidar, mas também para gestar e manter o desenvolvimento do feto até a hora do parto. 

No entanto, muito homens ignoram seus exames e só começam a se preocupar quando as dificuldades aparecem e a concepção começa a demorar, principalmente quando a mulher não apresenta nenhum impedimento.

Neste caso, um dos exames masculinos mais comuns para garantir que não há nada de errado com o parceiro, é o espermograma, que faz a contagem de espermatozóides através de uma amostra de sêmen. 

E no caso de um resultado de contagem baixa durante a análise de sêmen, há formas de reverter esse quadro, melhorando a qualidade do esperma. Qualquer coisa que influencie os hormônios que controlam a produção de esperma ou atue como antioxidante, pode ajudar a aumentar essa contagem. 

Portanto, quando a mulher é totalmente saudável, mas é o homem quem produz poucos espermatozóides ou de pouca motilidade, algumas medidas podem ser tomadas, como a adoção de hábitos mais saudáveis, entre outras, para ajudar a resolver esse problema.

É muito importante SEMPRE passar por avaliação de um médico especialista para discutir a melhor tratamento. 

Quer saber como aumentar a quantidade de esperma? Vamos explicar tudo abaixo! Confira!

Como é a produção de esperma?

A produção de esperma se inicia dos testículos, sendo possível ter como aumentar quantidade de esperma.

A produção de esperma se inicia dos testículos, sendo possível ter como aumentar quantidade de esperma.

A produção de esperma se inicia nos testículos, onde as células espermáticas se transformam em espermatozóides através de um processo que envolve uma gama de hormônios, incluindo a testosterona, hormônio masculino. 

Ao final desse processo, uma única célula espermática pode dar origem a 4 espermatozóides maduros, através de uma divisão celular, assim como a multiplicação quando o espermatozóide encontra o óvulo no momento da concepção. 

Diferentemente das mulheres, homens produzem espermatozóides nos túbulos seminíferos desde a puberdade (entre os 12 a 13 anos) até o fim da vida, armazenando-os nos epidídimos, a camada enovelada que cobre o testículo. 

No entanto, esses espermatozoides são renovados a cada duas ou três semanas, mesmo não sendo ejaculados, pois são reabsorvidos pelo próprio organismo para continuar a ser produzidos nos testículos.

Todo esse processo de fabricação, multiplicação e maturação pode ser lento e escasso por diversos motivos, podendo levar até 90 dias. 

Por isso, muitas vezes a concepção pode não ocorrer por falta de esperma suficiente, ou pela má qualidade deles. 

Por esta razão, quando um casal deseja engravidar, recomenda-se manter relações sexuais em dias alternados, para dar tempo suficiente ao organismo repor o estoque de espermatozóide naturalmente. 

Além disso, vários outros processos ocorrem até que o trajeto dos espermatozóides seja completado pela ejaculação.

Qual é o trajeto do esperma na ejaculação?

Durante um orgasmo, os espermatozoides são conduzidos pelo duto deferente ao canal da uretra, mas para conseguir sair precisam estar misturados ao líquido seminal (sêmen), produzido pelas glândulas seminais e a próstata, por conta da acidez contida no canal.

É o sêmen que nutre os espermatozoides, ajuda na mobilidade até o óvulo e os protege contra das paredes ácidas do canal da uretra masculina e do canal vaginal feminino.

Assim, quando os espermatozóides misturados ao sêmen passam pela uretra, eles recebem uma lubrificação extra para ajudar na saída do “jato” de espermático, o esperma.

Portanto, quando há uma pouca quantidade de esperma, pode ser que haja alguma deficiência na produção de algum desses elementos, provavelmente por algum problema funcional nas glândulas responsáveis pela sua produção. 

Embora o problema possa ser temporário ou genético, existem tratamentos que promovem desde a manutenção e melhoria da qualidade dos espermatozóides até a produção deles.

Qual seria a contagem ideal de esperma?

A contagem total de esperma é o número total médio de esperma presente em uma amostra de sêmen. A contagem de esperma é essencial para a avaliação da fertilidade, através do espermograma.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde, considera-se uma contagem de esperma saudável 15 milhões/ml ou pelo menos 39 milhões por amostra, sendo menos de 15 milhões/ml uma contagem de esperma anormal, podendo ser associada à infertilidade masculina.

Então, como aumentar a quantidade de esperma?  

Para saber como aumentar a quantidade de esperma, é preciso manter a saúde testicular.

Para saber como aumentar a quantidade de esperma, é preciso manter a saúde testicular.

Para saber como aumentar a quantidade de esperma, é preciso manter a saúde testicular, levando em conta principalmente o estilo de vida que a pessoa tem. Ou seja, quais os hábitos adotados pela pessoa em relação à sua saúde, alimentação, vícios, entre outros fatores.

Cabe salientar que se vc possui alguma alteração no espermograma é fundamental que passe por uma avaliação de um médico especialista em infertilidade antes de se tentar qualquer tipo de tratamento. 

Há várias medidas que podem ser adotadas para auxiliar e melhorar a qualidade dos espermatozoides, veja abaixo:

Praticar exercícios e dormir bem

Vários estudos mostram que manter um peso adequado e praticar exercícios físicos podem aumentar a quantidade de esperma. A prática de exercícios também estimula produção de hormônios que promovem um sono tranquilo e o relaxamento, assim como a melhora na produção de hormônios sexuais masculinos.

Reduzir o estresse

Uma dieta saudável e praticar exercícios físicos podem ajudar a reduzir o estresse, que costuma inibir alguns processos biológicos como defesa e economia de energia. O importante é detectar a causa do estresse e combatê-la, a fim de diminuir os seus efeitos.

Evitar o fumo, álcool e drogas

O tabaco reduz a quantidade e a qualidade de esperma, assim como o consumo de drogas como álcool, maconha e cocaína. Portanto, diminuir ou evitar o consumo dessas 

substâncias pode contribuir para o aumento da produção de esperma.

Evitar tomar alguns medicamentos

Alguns medicamentos podem potencialmente alterar ou diminuir a produção saudável de esperma, mesmo que temporariamente. Como por exemplo, alguns antibióticos, anti andrógenos, antiinflamatórios, antipsicóticos, corticosteróides, esteróides anabolizantes (até 1 ano de tempo de recuperação), testosterona exógena (externa) e metadona.

Consumir alimentos ricos em antioxidantes

Os antioxidantes são moléculas que combatem os radicais livres e outras substâncias que danificam as células. Existem várias vitaminas e minerais que atuam como antioxidantes no organismo, ajudando a aumentar a quantidade de esperma. Dentre esses antioxidantes podemos incluir o selênio, vitamina C (ácido ascórbico), vitamina E, glutationa, coenzima Q10 e I-carnitina.

Dar preferência às gorduras saudáveis

Gorduras poliinsaturadas ou gorduras saudáveis, como ômega-3 e ômega-6, são fundamentais para o desenvolvimento saudável da membrana espermática. Portanto, recomenda-se consumir alimentos ricos em ômegas, em quantidades iguais para o bom desenvolvimento do esperma e pelos benefícios antioxidantes que eles trazem.

Por outro lado, estudos descobriram que, à medida que o consumo de ácidos graxos trans (gorduras) aumenta, a quantidade de esperma diminuiu proporcionalmente, por  prejudicar a capacidade de gorduras poli insaturadas de cadeia longa se incorporarem às membranas de esperma, cruciais no desenvolvimento de esperma. Assim, opte por gorduras boas, ao invés de gorduras saturadas na sua dieta.

Evitar ou limitar a exposição à poluição e toxinas

A poluição e outros fatores ambientais, como a qualidade do ar e a exposição química tóxica, têm sido frequentemente associados à redução da saúde do esperma e da sua contagem total. Portanto, evite a sua exposição à poluição e as toxinas, sempre que possível.

Evitar consumir soja ou alimentos com estrógeno vegetal

Alguns alimentos, especialmente os derivados da soja, contêm fitoestrógenos (estrogênio vegetal), compostos que reduzem a produção de testosterona, fundamental para a produção de esperma. outros exemplos são os alimentos enlatados e plásticos, que possuem altos teores de formas sintéticas de estrogênio.

Evitar usar roupas apertadas

Algumas peças de roupas podem exercer pressões nas partes íntimas, aquecendo e comprimindo demais os testículos, o que contribui para alterações na produção de esperma. 

Portanto, calças apertadas, assim como as cuecas mais justas, podem aquecer a região genital. Esse aquecimento faz com que a produção de esperma fique lenta, além de interferir na qualidade dos espermatozóides.

Como aumentar a quantidade de esperma com suplementos

É possível ter como aumentar quantidade de esperma através de auma laimentação saudável e certos alimentos.

É possível ter como aumentar quantidade de esperma através de auma laimentação saudável e certos alimentos.

Os suplementos de vitaminas C, D, zinco, Ginseng e outras substâncias, naturais ou sintéticas, podem ser uma opção de como aumentar a quantidade de esperma na produção e qualidade dos espermatozóides.

Mas para que os resultados positivos sejam obtidos, é preciso consumir a dose indicada pelo médico, todos dos dias, durante no mínimo 2 meses. Veja quais são os suplementos vitamínicos mais indicados para aumentar a quantidade esperma abaixo:

1. Vitamina C

Consumir diariamente algumas doses de vitamina C é uma excelente estratégia de como aumentar a quantidade de esperma, pois estimula a produção de testosterona, que melhora a força, vigor e a produção de espermatozóides. 

Você pode incluir alimentos ricos em vitamina C ou pode tomar 2 cápsulas de 1g cada, de vitamina C diariamente. Ela é indicada por ser excelente no combate do estresse oxidativo, pela idade e doenças, normalmente relacionado a diminuição da fertilidade masculina. Assim, o seu consumo regular pode ajudar a desinflamar as células e potencializar a saúde dos espermatozóides aumentando sua motilidade e produção.

2. Vitamina D e Cálcio

A vitamina D e o Cálcio, quando em baixa quantidade, podem afetar a saúde do esperma. Por isso, o suplemento de vitamina D, assim como alimentos ricos em cálcio, também podem ajudar em como aumentar a quantidade de esperma e combater a infertilidade masculina sem causa aparente, aumentando os níveis de testosterona.

3. Folato e Zinco

Sabemos que o consumo de folato (ácido fólico) na gravidez é essencial para a saúde do feto, mas também para o esperma masculino. Folato e zinco juntos podem aumentar a saúde geral do esperma, incluindo a concentração de esperma ou a contagem total.

O zinco em cápsulas pode ajudar para melhorar a produção de espermatozóides em homens com deficiência do mineral ou que praticam muita atividade física. A falta de zinco está relacionada à baixos níveis de testosterona, má qualidade de esperma e aumento do risco de infertilidade masculina.

Já o consumo de ácido fólico regularmente também colabora para aumentar a produção de esperma e a sua qualidade, além de ajudar na boa maturação do espermatozoide e também dos óvulos femininos.

4. Tribulus terrestris 

O suplemento do tribulus terrestris também pode ser usado como opção de como aumentar a quantidade de esperma e melhorar a qualidade dos espermatozóides. Isso porque ele aumenta a testosterona e melhora a função erétil e a libido. Sempre importante usar este tipo de suplemento após orientação médica. 

5. Ginseng indiano

O suplemento de Ashwagandha (Withania somnifera) ou ginseng indiano também é uma boa opção de como aumentar a quantidade de esperma e melhorar os níveis de espermatozóides saudáveis e com boa motilidade. 

O consumo diário desse suplemento durante cerca de 2 meses é capaz de aumentar a produção de espermatozóides, em mais de 150%, além de melhorar sua motilidade e aumentar o volume do sêmen. Ele tem sido usado na composição de medicamentos tradicionais para várias formas de disfunção sexual.Sempre importante usar este tipo de suplemento após orientação médica. 

6. Feno grego

O extrato de “feno-grego”, (fenugreek) também tem sido usado como um remédio natural como alternativa de como aumentar a quantidade de esperma e melhorar a saúde dos espermatozóides. Sempre importante usar este tipo de suplemento após orientação médica. 

Como aumentar a quantidade de esperma através da alimentação

Podemos saber como aumentar quantidade de esperma consumindo certos alimentos.

Podemos saber como aumentar quantidade de esperma consumindo certos alimentos.

Muitos homens se preocupam com o seu desempenho sexual, mas poucos param para pensar o que pode influenciar ou prejudicar a saúde dos órgãos reprodutores. A alimentação, por exemplo, é uma das maiores influências sobre o desempenho sexual e na produção de esperma.

Com relação à contagem de espermatozoides, por exemplo, alguns alimentos podem ter influência direta, podendo até aumentar a produção diária de células reprodutoras masculinas.

Embora os suplementos sejam uma maneira segura de obter a ingestão diária recomendada de vitaminas, minerais e antioxidantes, nem sempre o organismo consegue absorver facilmente esses nutrientes.

Portanto, uma das maneiras mais eficazes para garantir uma quantidade suficiente de esperma e espermatozóides saudáveis é pela ingestão de alimentos ricos em nutrientes compatíveis com o esperma e que estimulem a sua maior produção.

Como por exemplo, bananas, chocolate amargo, nozes, frutas cítricas, trigo integral e grãos. Além disso, a maioria dos peixes, especialmente salmão selvagem e bacalhau, a maioria dos moluscos, em especial as ostras, leite reforçado com vitamina D e produtos lácteos, alho, brócolis, açafrão, aspargos, folhas verdes, especialmente espinafre e couve.

Sem esquecer que se manter hidratado e tomar bastante líquido também ajuda a aumentar a quantidade de sêmen. Enfim, uma boa alimentação é fundamental para a boa produção de esperma. 

Veja abaixo quais alimentos podem ser incorporados na sua dieta para ajudar em como aumentar a quantidade de esperma e a sua qualidade:

Chocolate amargo

O chocolate amargo contém o aminoácido L-Arginina HCL, que fornece uma força a mais para o esperma, além de zinco que também ajuda a aumentar a produção de esperma.

Espinafre

O ácido fólico, presente nas folhas de espinafre, é responsável por fazer com que o esperma fique mais rápido, mais forte e em maiores quantidades.

Banana

A banana é uma fruta rica em vitaminas A, B1 e C, que aumentam bastante o poder, a saúde e a produtividade dos espermatozoides. Além disso, a enzima bromelaína é responsável por elevar muito a contagem de esperma.

Cenoura

As cenouras também possuem vitamina A, porém em quantidade bem maiores, que vão ajudar a potencializar a produção de esperma.

Alimentos vermelhos

Todos os alimentos que contêm licopeno, substância responsável pela coloração vermelha, podem contribuir para um aumento de 70% na contagem de esperma. São eles: tomate, melancia, toranja, pimentas, mamão papaia, entre outros.

Ostra

Além de supostamente um alimento afrodisíaco, as ostras também são muito importantes para a produção de esperma, por conter uma enorme quantidade de zinco, mineral que ajuda a aumentar a produção de esperma.

Nozes e outras castanhas

De acordo com estudos, cerca de 75 gramas de nozes por dia são suficientes para aumentar muito o nível de vitalidade do esperma, por conta da grande quantidade de ácidos graxos poli-insaturados presentes nesse tipo de alimento. 

As amêndoas e amendoins também possuem essas substâncias. A castanha-do-pará, por exemplo, além de ácidos graxos poli-insaturados também contém selênio, que pode aumentar ainda mais a produção de células reprodutoras.  

Cogumelos

Cogumelos, nos seus mais variados tipos, contêm vitamina D. Essa substância é responsável por melhorar a vida sexual em todos os sentidos, desde a produção de espermas até o combate à impotência. Entre outros aspectos, ela ajuda a aprimorar a circulação de sangue no pênis.

Peixes

Os peixes, devido à quantidade de Ômega 3, podem oferecer inúmeros benefícios à saúde, incluindo um aumento na qualidade e na quantidade de esperma.

Carne vermelha

A carne vermelha, desde que não muito gordurosa e em quantidades moderadas, pode aumentar muito a quantidade de esperma e a sua mobilidade, por conta da quantidade de L-cartinina.